Pesquisadora analisa em laboratório DNA de célula de agricultor que utiliza agrotóxico de forma frequente (Foto: Ribamar Neto/UFC)
Pesquisadores da UFC mapearam a expressão de genes de reparos em agricultores que trabalham com agrotóxicos de forma frequente (Foto: Ribamar Neto/UFC)
Saúde

Como o uso de agrotóxicos pode enfraquecer o nosso DNA

Segundo pesquisa desenvolvida na UFC, agricultores em contato com as substâncias de cultivo estão mais suscetíveis a neoplasias

Diariamente, nossas fitas de DNA, aglomerado de moléculas que carrega o material genético, sofrem milhares de lesões. Em contrapartida, temos um sistema de genes preparado para corrigir essas lesões e impedir mutações no organismo. Quando esse sistema falha, porém, as células, uma vez alteradas, ficam suscetíveis a doenças, inclusive cânceres.

Pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas da Universidade Federal do Ceará estudam como o uso de agrotóxicos na atividade rural se relaciona com as lesões do DNA. Os resultados apontaram que agricultores que utilizam esses materiais possuem um sistema de reparo menos eficiente do que aqueles que praticam a agricultura ecológica e, portanto, podem estar mais vulneráveis a neoplasias.

Confira os detalhes na reportagem do programa UFC TV.